Angelim oficial
MATRÍCULAS para 2018
AGENDAR por TELEFONE:
3055-0083: Das 16h às 20h (Exceto Quarta-Feira).
9.9737-6067 TIM ou 9.8895-3680 Oi (Suely).

Pais & Filhos

Por VARIEDADES

A coisa funciona assim:

1. Primeiro retira o encucar na criança o caminho em que deve andar e juntamente a correção com a vara.

2. Depois os pais trabalham em excesso para dar tudo o que a criança quer e/ou precisa (escola particular, convenio médico, roupas de marca, video game, MacDonalds);

3. Aí os pais não são presentes e enfiam a criança num monte de atividade (escola, escola de inglês, escola de música, escola de futebol, escola de natação, etc, etc, etc…);

4. Quando os pais estão presentes:
a. Ou estão estressados e cansados demais para brincar com a criança, aí deixam a criança horas e mais horas na frente da televisão, video-game, computador, etc...
b. Ou esses pais estão culpados pela falta de tempo, que para compensar, não conseguem dizer não para nada, deixam a criança fazer o que quiser e dão tudo que ela pede.

5. Como não têm tempo de brincar e/ou ficar com a criança se tornam super-protetores impedindo a criança de sofrer e/ou lidar com frustrações.

6. Daí a criança se torna Hiper Ativa para chamar a atenção dos pais. Manda no médico. Pronto, diagnóstico: TDH, culpa de quem? De ninguém, dopa a criança e vida que segue. Aí a criança fica violenta agressiva e não respeita mais autoridade nenhuma. Manda pro médico. Pronto, diagnóstico: TOD, culpa de quem? De ninguém, dopa a criança e vida que segue. Etc… (ad infinitum, pois tem sindrome para tudo aquilo que não é culpa de ninguém).

7. Aí a criança cresce e é imatura, não sabe lidar com frustrações, não para em emprego, não quer casar, só quer saber de diversão, não assume compromissos, é inconsequente, não assume responsabilidades, qualquer frustraçãozinha da vida, entra em depressão, síndromes de pânico, e dá-lhe mais remédio e culpa dos pais que não souberam ser compreensivos o suficiente traumatizando a criança...

8. E por aí anda a humanidade...



Escrito Por Creuse Santos (Facebook).
Postado em 04/03/2017